Chá de Espinheira Santa Benefícios, Para Que Serve, Emagrece?

Saiba todas as informações sobre o chá feito através da Espinheira Santa e seus benefíciosveja para que serve, quais os benefícios para a sua saúde, e até seus malefícios se for utilizado da maneira incorreta, confira:

Chá de Espinheira Santa

Chá de Espinheira Santa

Para Que Serve Chá de Espinheira Santa

A Espinheira-Santa é muito utilizada em casos de gastrite, dores de estômago, úlcera gástrica e azia, porque os componentes presentes nessa planta possuem uma forte ação antioxidante e protetora celular e, além disso, reduzem a acidez gástrica, assim, protegendo assim a mucosa do estômago.

O Chá preparado a partir das folhas também pode ser aplicado topicamente em lesões na pele, machucados e câncer e pele.

Na medicina natural da Argentina, também é feito o uso de espinheira santa para quadros

Muitas pesquisas estão sendo realizadas para identificar a ação da espinheira santa contra o câncer. Os fitoquímicos presentes na espinheira santa e que são os responsáveis pelas suas atividades biológicas no organismo humano são terpenos, triterpenos, taninos e alcaloides.

Benefícios do Chá de Espinheira Santa

  • Problemas Gastrointestinais

Os estudos clínicos a respeito da espinheira santa começaram há muitas décadas, desde 1960, e conseguiram provas científicas da sua ação no combate a problemas estomacais, como gastrite, úlcera e gases. Casos em que é utilizada como infusão (chá) ou pode ainda ser ingerido o extrato seco encapsulado.

As potentes propriedades antiulcerogênicos da espinheira santa foram demonstradas por uma pesquisa em que o extrato aquoso quente da erva (mais conhecido como chá) foi muito bem eficaz quanto dois dos medicamentos mais consumidos no combate às úlceras estomacais, a ranitidina e a cimetidina, aumentando o pH do conteúdo estomacal. O baixo pH provocado pela secreção de ácido clorídrico naturalmente pelo estômago é o principal agente de úlceras quando essa secreção ocorre em excesso, esse ácido corrói as paredes do órgão levando a gastrite e até à úlcera.

A ação da espinheira santa nos casos de disfunções estomacais seria por meio de vários mecanismos, além de não depender de um componente único da planta mas sim da ação de conjuntas e diferentes fitocomplexos. Um dos mecanismos foi demonstrado em um estudo com sapos, que é o de inibição da ativação de receptores histamínicos do tipo H2diminuindo assim a quantidade de ácido secretada pela mucosa estomacal, o mesmo mecanismo dos medicamentos citados, ranitidina e cimetidina. Além disso, há inibição da gastrina, um hormônio que também estimula a secreção ácida e a motilidade do estômago. Alguns taninos e óleos essenciais seriam ainda, responsáveis por parte do efeito protetor da muscosa gástrica.

Alguns casos de gastrite, úlcera e até câncer gástricos, podem ainda ser induzidos pela presença da bactéria Helicobacter pylori, e além de todas as ações já citadas, componentes da espinheira santa também apresentaram ação in vitro e in vivo contra essa bactéria.

Com todas essas informações garantindo a eficácia da espinheira santa ela pode ser indicada para todos os seguinte quadros clínicos:

  • espinheira santa

    Planta Espinheira Santa

    Má digestão;

  • Azia e acidez estomacal;
  • Refluxo;
  • Gastrites, inclusive as causadas por Helicobacter pylori;
  • Úlceras gástricas e duodenais;
  • Perturbações do trato gastrointestinal;
  • Enterites (inflamações do intestino);
  • Flatulência;
  • Mau hálito causado por distúrbios estomacais.

Em todas as indicações seu poder digestivo, cicatrizante, anti-inflamatório e protetor da mucosa gástrica são os mais acentuados. O médico deve sempre ser consultado para avaliar o benefício da inclusão da espinheira santa como auxiliar no tratamento dessas doenças.

  • Ação Anti-Cancerígena

Estudos In vitro in vivo demonstram a atividade de substâncias presentes na espinheira santa contra células cancerosas e tumores em concentração muito baixa. Muitos deles são realizados aqui no Brasil. O potencial desta planta foi tal, que chamou a atenção de pesquisadores Americanos e Europeus, e mais estudos foram realizados.

A Substância maitansina, um alcaloide, levou a expressivas regressões de carcinoma de ovário e linfomas, mais estudos não foram conduzidos porque observou-se alta toxidade nas doses usadas.

Já um outro alcaloide, mateína, apresentou baixa ou nenhuma toxicidade e teve excelentes resultados na redução de tumores epidermoides, ou seja, que se originam de células epiteliais, de até 60% com expressiva melhora na condição de vida dos pacientes.

Em 1990, pesquisadores japoneses descobriram a ação antineoplásica em um outro grupo de moléculas presente na espinheira santa pertencentes à classe dos triterpenos. Os experimentos mostraram citotoxidade ou inibição de vários tipos de leucemia e tumores.

Hoje a espinheira santa é utilizada topicamente por pacientes com câncer de pele na forma de unguentos ou lavagem com o extrato aquoso das folhas.

  • Ação Contraceptiva

Outro uso tradicional da espinheira santa ocorre por mulheres com a finalidade de ajudar induzir aborto ou evitar a gravidez. Para investigar o assunto, pesquisadores alimentaram camundongos fêmeas grávidas diariamente com um extrato aquoso da planta, porém, não houve indução de aborto nem qualquer ação sobre o feto.

Um outro estudo envolvendo ratas grávidas e não grávidas, também mostrou que não houve indução de aborto nem alterações fetais, porém a injeção de extratos das folhas de espinheira santa levaram a interferência na fertilização e implantação do feto no útero.

Um terceiro estudo em 2002 mostrou que o extrato da folha de espinheira santa tem efeitos estrogênicos. Dessa forma, o efeito sobre a fertilidade seria por alterar a receptividade do útero, impedindo a implantação do feto sem levar a efeitos abortivos ou de toxidade para o feto uma vez que o este já estiver implantado.

Como Fazer Chá de Espinheira Santa

Chá de Espinheira-santa

A parte da planta utilizada no chá são as folhas, utilizadas da seguinte forma:

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de folhas secas de espinheira-santa
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo: Adicionar as folhas de espinheira santa à água fervente, tampar e deixar repousar por cerca de 10 minutos. Coar e tomar morno. É aconselhado tomar este chá 3 vezes por dia, em jejum, ou cerca de meia hora antes das refeições.

O Chá de Espinheira Santa Emagrece Mesmo?

O chá de espinheira santa pode sim lhe ajudar a emagrecer. Isso porque ele possui um leve efeito laxativo, junto com a melhoria na digestão e uma ação diurética.

Resumindo, ela serve para emagrecer também por conta da grande melhora na digestão que ela proporciona.

A digestão se relaciona diretamente com o acúmulo de gordura localizada. Com a digestão funcionando adequadamente, o seu corpo digere tudo que realmente precisa e tem capacidade de eliminar o que não precisa.

Mas é claro que ela não é milagrosa, e para emagrecer a alimentação precisa ser rica em nutrientes, proteínas, frutas, verduras e gorduras saudáveis. Não adianta tomar chá e continuar comendo porcarias industrializadas e açucaradas.

Contraindicações

A Espinheira-santa não deve ser usada em pessoas com histórico de alergia a esta planta. Também não deve ser usada durante a gravidez, devido ao seu efeito abortivo, e mulheres que estão amamentando, porque pode provocar redução da quantidade de leite materno. Também é contraindicada em crianças abaixo dos 12 anos.

Espinheira Santa

Espinheira Santa

Conclusão

Para concluir este artigo, evidentemente o Chá de Espinheira Santa é um remédio totalmente natural, que lhe dará muitos benefícios se for bem utilizado, gostaria que você deixasse seu comentário abaixo se ficou com alguma dúvida sobre o assunto.

Aproveite também para acompanhar todas as nossas novidades nas redes sociais.

O Artigo de hoje foi: Chá de Espinheira Santa Benefícios, Para Que Serve, Emagrece? E tivemos uma discussão sobre outras informações e situações sobre o chá.

Leave a Reply